Notícias

10 DICAS PARA RENOVAR SUAS INTENÇÕES

Maria José Costa

Insert Image

No mês de lançamento do livro VIBRAÇÕES DE PAZ NA FAMÍLIA – da autoria espiritual de Ermance Dufaux, estamos retomando a leitura de várias mensagens que nos ajudam a superar as dificuldades que atravessamos na vida.

Na Parte 3 - RECEITAS PARA A ALMA, no capítulo 23, recebemos algumas dicas para evitar o desperdício de força e energia, que podem ser poupados com pequenas atitudes:

Insert Image
  1. Entender que a origem dos nossos problemas, muitas vezes, está na maneira como reagimos às experiências e acontecimentos.  

  2. As causas de nossos erros, tão comuns no processo de crescimento, não podem ser transferidos, continuamente, para pessoas, familiares e ambientes que frequentamos.

  3. Por mais que as pessoas que amamos estejam erradas, não temos o poder de mudá-las. Precisamos aceitá-las sem ser conivente e amá-las sem omitir nossa visão. Impor não ajuda.

  4.  Só mudamos a nós mesmos, e isto já é bem desafiador e sempre precisamos de ajuda.

  5. Nossos desgostos e decepções, em grande parte, estão ligados ao excesso de expectativas e apego a seus resultados.

  6. Quando nos colocamos nesta posição, citada acima, o medo e a insegurança passam a ser parte constante de nossa vida emocional e de nossas relações.

  7. Faz-se necessário construir um novo olhar sobre os acontecimentos para perceber que os problemas de fora são a expressão das dificuldades que carregamos por dentro.

  8. Se assim for, a primeira pergunta a se fazer não é “Como saio desta situação?” e sim “O que esta situação tem para me ensinar?”.

  9. Enquanto não aprendermos as lições que os “problemas” tem para nos ensinar eles continuarão a permanecer na nossa vida.

  10.  Mas não há “problema” que se apresente sem que a solução já esteja dentro dele mesmo. Basta ter a paciência, a criatividade e a flexibilidade para achá-la.


Onde nós depositarmos o foco de nossas atenções ai estará o centro dos nossos interesses afetivos.

Aprendamos a transformar nossos valores, aprimorar nosso saber e as nossas intenções. Comecemos a examinar os dissabores por outra perspectiva, enxergando-os em nós mesmos como desafios de crescimento ou algemas angustiantes.

O mundo de fora, já maioria das vezes, reflete o que trazemos nas profundezas do coração.

Nossos interesses são nossos tesouros. Nossos tesouros determinam nossas buscas.

Agasalhemos melhores aspirações e nos surpreenderemos com a renovação dos painéis da vida em torno de nossos passos.

 Jesus, em Sua infinita sabedoria já nos orientou que: “(..) onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.”¹


¹ Mateus, 6:21

Maria José Costa

You may also like