Notícias

A SUA CASA É SEU TEMPLO

“Se eu quiser falar com Deus

Tenho que ficar a sós

Tenho que apagar a luz

Tenho que calar a voz

Tenho que encontrar a paz

Tenho que folgar os nós


Dos sapatos, da gravata

Dos desejos, dos receios

Tenho que esquecer a data

Tenho que perder a conta

Tenho que ter mãos vazias

Ter a alma e o corpo nus”

Gilberto Gil 


O autor desta canção assume uma posição em relação a sua maneira de se relacionar com Deus. Veja que a canção tem personalidade singular ao contar o que é preciso para que ele consiga falar com Deus.

Embora considere Gilberto Gil uma referência intelectual, ao falar com Deus, tenho meus próprios caminhos e imagino que você, leitor, tenha os seus. O que mostra que, mais importante do que a receita de como fazer uma prece, é o ato da oração e, porque não o hábito de rezar ou se preferir de se comunicar com aqueles que estão em sintonia com nossos caminhos aqui neste mundo físico.


Coincidência ou não?

E veja como são as coisas. Esta semana, participei de uma palestra no Centro Espírita Clara de Assis e em dado momento o palestrante lembra: "A forma não significa nada, mas o pensamento é tudo. Diga suas orações de acordo com suas convicções e da maneira que for mais agradável para você, pois um bom pensamento vale mais do que numerosas palavras que não toquem o coração ".

 E completou dizendo que o pensamento transforma. De fato, o palestrante foi muito feliz em sua colocação. Será que foi coincidência o fato de eu estar incumbido de escrever um texto inspirado no livro “Vibração e Paz em família¹” e assistir esta palestra? Não creio em coincidências.

Receitas para a felicidade

Falando em amadurecimento e evolução do espírito, repare como ultimamente uma avalanche de pessoas, com os mais diversos títulos, publicam receitas para a felicidade. São coaching, pastores, filósofos, historiadores, espiritualistas, monges, padres e por aí vai.

Em todos, vejo discurso voltado exclusivamente para o desenvolvimento do eu, isto é, daquele que assiste o que é dito. Não vejo nenhuma receita para levar o eu a pensar no nós isto é no outro. Sempre motivando-as pessoas a focarem a si mesmas.

O que sentimos e o que falamos

Entendo que vivemos um mundo em transformação e que cada um de nós está dentro de seu tempo no processo de evolução espiritual, mas acredito que o livre arbítrio tem esse lugar, o lugar de mudar o rumo da história de cada um de nós a qualquer tempo e hora. Essa mudança começa quando alinhamos o que sentimos, com o que falamos, com o que pensamos. Nesse momento o outro passa a ter importância e esta importância tem início quando elevamos nossos pensamentos em prol de alguém que mesmo que esteja fora, além de nosso círculo de contato mereça nossa energia.

Culto no Lar

Já sabemos que o pensamento transforma (sei que é difícil internalizar isso) e como seres humanos que somos, cultivar bons hábitos nos fazem melhores. O Culto no Lar nada mais é do que um excelente hábito.

Estimula bons pensamentos, aprendemos a compartilhar sentimentos, dúvidas e emoções que nos representam e que são nossa identidade. Em nossa família devemos nos sentir seguros em múltiplos aspectos, principalmente sendo verdadeiramente nós mesmos diante de nossos familiares, sem medo de ser julgado ou criticado.

Estamos conectados

Falar com Deus é essencial em nossas vidas, sim é. Mas atente para a harmonia de sua casa, de seu lar. Enquanto parte da família, você é responsável por esta harmonia.  O culto no lar, se bem orientado, vai proporcionar a liberdade do espírito tornando-se oxigênio renovador para as almas. Estamos todos conectados, por isso, elevar o seu pensamento para o próximo é potencializar o seu caminho espiritual.

"Em verdade, eu lhes digo, se dois de vocês na terra juntarem suas vozes para pedir qualquer coisa, eles serão concedidos a eles por meu Pai que está no céu" . (Mateus 18,19)

Paz e Prosperidade!

Paulo Canarim

¹ Livro da Série Culto no Lar, da autora espiritual Ermance Dufaux, pelo médium Wanderley Oliveira.

² Paulo Canarim é casado há 32 anos e pai de três filhos. Nasceu em Brasília, foi criado no Rio de Janeiro e vive em Belo Horizonte, cidade que adotou para ele e sua família. Cursou Contabilidade e Pedagogia. É sócio fundador da Nautilos Marketing Digital. Tem vários livros publicados, ministra uma oficina de escrita criativa e foi articulista do Blog Uai Mãe com textos voltados para pais de jovens adolescentes.

Paulo Canarim
Últimos posts por Paulo Canarim (exibir todos)

You may also like