Notícias

Dúvida

Pessoa com Dúvida

Espera


Paz que parece longe?

Espera trabalhando.


Tribulações à mostra?

Permanece em serviço.


Provas Multiplicadas?

Mais amor em ação.


Lutas e Desafios?

Serve mais em silêncio.


Sobre golpes na pedra

é que surge a obra prima.


Quem espera recebe.

A resposta de Deus.


Emmanuel -

Mensagem psicografada por Francisco Cândido Xavier


Nos últimos quatro, cinco anos, tenho me deparado, em meu trabalho, com pessoas cada vez mais angustiadas por dúvidas e incertezas. Sou consultor e atendo pequenos e médios empresários que, sem exagero da palavra, têm entrado em estado de sofrimento para tomar decisões por vezes simples e de baixo risco. As perguntas começam: será que o trabalho vai dar certo? Será que meu filho vai conseguir? Será que meu cliente vai gostar? Será que meu funcionário está me… alguma coisa? Será que meu companheiro(a) está aprontando?

Reparem que a dúvida, nesse momento, está no outro de forma externa e, não demora, ela voltará para si mesmo. Será que eu fiz direito? Será que sou um bom companheiro? Será que sou uma boa companheira? Será que sou bom pai ou boa mãe?

Uma pessoa próxima, relatou-me que sentia como se escutasse zumbidos em seus ouvidos. Então eu disse a ela que os zumbidos são pensamentos ruins que ela deixou entrar.

Dúvida é pôr em questão a verdade, é considerar incerto, é ter total falta de confiança.

É claro que uma certa quantidade de questionamentos é importante para se viver uma vida ponderada e exigente. Todos nós devemos fazer isso. Mas devemos considerar que existe uma linha tênue entre ter dúvidas e ter medo frequente das coisas da vida.

Um escritor americano chamado Napoelon Hill escreveu: “A indecisão se cristaliza em DÚVIDA, as duas se misturam e se tornam MEDO!"

Para combater o medo, recomendo acreditar, ter fé. São inúmeras as passagens que ilustram a importância do acreditar, e todas as quais me lembro se passam no ter agora, no presente. Talvez a mais famosa seja aquela em que Pedro anda sobre as águas, mas por pouco tempo. Ele vacila, tem dúvidas, ao ter dúvidas afunda. O resultado é um puxão de orelha de Jesus que, após lhe salvar, diz: “Homem de pequena fé, por que duvidastes?” (Mateus 14:31).

Mas como combater a dúvida?

Esses pensamentos que invadem sua mente e que estão minando sua vida, estão aí na sua cabeça com a sua permissão. Você os cultiva e os deixa entrar. Então, você tem autoridade para colocar todos eles para fora.

Isso acontece por duas prováveis razões, ou você passa muito tempo revirando o passado - Como isso foi acontecer? Onde foi que eu errei? - Ou passa muito tempo no futuro, criando expectativas e com medo de se frustrar com elas - E se não funcionar? E se ele não deixar? E se ele não quiser? E se não der resultado?

Seu tempo é o agora!

Dedique sua energia gastando mais tempo no presente. Neste momento me vem à cabeça uma fórmula que talvez ilustre melhor o que quero dizer: - dedique 20% do seu tempo no futuro, com planejamentos; 20 % no passado, buscando e aprendendo com o que aconteceu; e 60% no presente, atuando na mudança.

Paz que parece longe?

Espera trabalhando.

Abraços e foco no agora.


Paulo Canarim

Paulo Canarim
Últimos posts por Paulo Canarim (exibir todos)

You may also like