Notícias

ORAÇÃO DE CAMINHADA

Oração de caminhada

Que o caminho para o bem esteja profetizado e preparado por Deus.

Que o caminho seja leve e, embora longo, não seja cansativo; que de vez em quando, nos insólitos atalhos da vida, eu possa me achar novamente na via principal.

Que pedras e pedestres não sejam mais do que bons personagens da paisagem.

Que Deus nos abençoe esta longa caminhada que é próspera e sinalizada.

E que os sinais de descanso ou de perigo, e que as placas de orgulho ou humildade, sejam muitas, pois eu preciso do direcionamento de Deus para caminhar em direção da luz.

E que as estrelas brilhem quando faltar a Lua em sombra. E que sombras me animem quando queimar os nossos corações com o Sol.

Que anjos nos guiem quando faltar direção, pois, na estrada de Deus, sob ela também caminham os homens. Então que eu possa dividir o meu caminhar com os passos dos bons homens. E que, se houverem tormentas, que haja abrigo para os peregrinos de Deus.

Que minha peregrinação machuque meus pés, mas não crie bolhas em meu coração. Que meu descanso crie condições para eu seguir adiante, mas que a paciência não crie calos em meus sentimentos.

Que Deus me permita ouvir os bons sentimentos. Que Deus me permita calar-me quando eu estiver errado. Que eu possa me desculpar com aqueles a quem cometi alguma falha.

Que sobre água pura, límpida e cristalina para que eu possa dividir com os bons amigos.

Que eu possa esperar a chuva passar, que não haja pressa, nem cansaço, nem dor, nem fadiga.

Que haja somente o mistério.

Deus, que cria os mapas na imensidão das estrelas, me guie sob o signo do Bem.

Deus, que avança e que retrocede o tempo dos erros e acertos, me guarde o segredo dos relógios.

Deus, que emancipa os guias espirituais e os anjos de guarda, me conceda a divina direção, como uma bússola.

Sob a guarda divina que inspira os peregrinos; sob a calma divina que dirige o caminhar, que eu possa chegar ao meu destino apenas com as lágrimas no olhar. Mas que todo o peso do mundo não caia de meus ombros e se desfaça em pedras, porque virão os outros a pisar. E eu preciso carregar, eu mesmo, meu próprio peso, como fez Cristo até o Monte das Oliveiras, para que não venha a calejar com o meu ciúme, a minha vaidade, ganância ou falta de fé, os pés daqueles que virão depois de mim.

Até lá, obrigado Deus pela água límpida, pela leveza das asas, pela alegria no meu coração, pela companhia das estrelas, pelos campos floridos.

Enfim, obrigado Deus, pela estrada da vida!

Ednei Procópio
Últimos posts por Ednei Procópio (exibir todos)