Notícias

A Regeneração da Terra

Terra

A Terra freme de alegria; aproxima-se o dia do Senhor; todos os que entre nós estão à frente disputam porfiadamente por entrar na liça. Já o Espírito de algumas valorosas almas encarnadas agitam seus corpos até quase despedaçá-los. A carne interdita não sabe o que há de pensar, desconhecido fogo a Devora. Elas serão libertadas, porque chegaram os tempos. Uma eternidade está a ponto de expirar, uma eternidade gloriosa vai despontar em breve e Deus conta seus filhos.

(OBRAS PÓSTUMAS – A nova geração – Um Espírito)

UMA ESCOLA MELHOR

O progresso é lei divina e alcança a todos os seres e todos os mundos. Dentro desta perspectiva, a Terra, nossa morada, chega ao ponto culminante de mais um ciclo evolutivo.

Nosso belo planeta azul se tornará um mundo superior e adentrará em um novo ciclo. Na escala de evolução dos mundos a Terra, que é um mundo de provas e expiações, irá ascender para o mundo de regeneração.

Para entender melhor, imagine a Terra como se fosse uma escola. Essa escola é muito bem montada, tem um prédio muito bem adaptado com salas e recursos capazes de oferecer aulas com disciplinas completas aos alunos que estejam no Ensino Fundamental, ou seja, aquele que vai do primeiro ao nono ano.

Mas por uma determinação superior, essa escola deixará de atender ao Ensino Fundamental e atenderá somente ao Ensino Médio. Sendo assim, precisará passar por reformas e, consequentemente, acontecerão mudanças para melhor. A partir de então, no próximo período letivo, a escola somente ofertará aulas para os alunos que tenham obtido a capacitação ao estudo do Ensino Médio.

O período seletivo das provas de avaliação indicará quais os alunos estarão aptos a permanecerem na escola e aprender novas disciplinas.

E o fato é que alguns alunos relapsos, renitentes e desinteressados quanto ao aprendizado e que, inclusive, tem prejudicado o estudo e o desenvolvimento dos outros alunos, serão desligados desta escola e sua matrícula ocorrerá em outras que ofereçam as aulas nas séries mais fundamentais.

É importante saber, que o desligamento desses alunos difíceis não é uma punição, mas apenas uma medida pedagógica de modo que cada aluno tire melhor proveito das oportunidades oferecidas em cada escola.

A Terra é essa grande escola e permanecerão vinculados a ela somente os espíritos encarnados ou desencarnados que despertarem suas consciências para uma vivência nobre quanto às atitudes no campo das Leis Divinas.

Terra

PROGRAMAÇÃO

Todo este processo de transição e regeneração está encadeado no amor. Jesus, que é o Governador Espiritual do orbe terrestre, juntamente com os espíritos puros que trabalham com Ele e dirigem os destinos do planeta, têm todo o controle deste processo natural em que vivemos hoje.

Desde o início, Jesus já sabia  das lutas e revoluções que alcançam a humanidade em todos os campos. Por isso deixou no legado de algumas de suas parábolas a representatividade deste momento ápice, para que nos preparássemos melhor. Temos assim as Parábolas do Joio e do Trigo, da Rede, das Bodas e a das Dez Virgens, dentre outras.

Foi o próprio Cristo quem disse que o Reino de Deus não viria com aparência exterior, que ele seria tomado por esforço e que o Reino de Deus é a obra divina no coração dos homens. Esta é a meta divina.

DUAS GERAÇÕES E MUITOS CONFLITOS

Em Obras Póstumas e em A Gênese, ambos de Allan Kardec, nas mensagens dos Espíritos Arago, doutor Barry e do próprio Kardec, temos ensinamentos valiosos para o momento em que vivemos.

É um período de transição onde duas gerações se evidenciam em valores conflitantes. A geração antiga com seus valores materialistas, egoístas, realizando o mal sem titubear e nem se envergonhar, e a nova com valores renovados, de cunho espiritualizado, que buscam não só o bem próprio, mas o de todos.

Os que compõem a geração antiga lutam para manter os seus referenciais em continuidade, e os da nova geração, gradativamente, cada vez mais agem com a coragem de assumir sua postura no bem, com uma fé clara, raciocinada e inata, demonstrando aquisição de valores.  

Mas são tempos de transição e de grandes conflitos. A agressividade de uns para com os outros toma dimensões maiores. São tempos de exacerbações grotescas. Não há timidez em se posicionar para o que é chocante, porque isso tem dado destaque.

Nos relacionamentos aparecem as grandes dificuldades, onde pessoas são postas contra pessoas por visões polarizadas em diversos campos.

As disputas de poder e de dinheiro faz com que as pessoas que elejam esta meta de vida sejam capazes de qualquer coisa para ganhar o mundo para logo depois perder a paz de consciência.

Na família, as ideologias que têm sido divulgadas demonstram o objetivo de quebrar os laços e aumentar o egoísmo dos indivíduos.

No campo sexual, os desvarios e exacerbações parecem grandes vantagens.

Na política os escândalos se sucedem, agora mais clareados pela divulgação midiática porque não há mais como esconder.

O materialismo ainda continua sendo divulgado como sendo a grande verdade, o real paradigma e com isso busca enganar aos invigilantes que vivem a vida material como se fosse a única existente.

Mas por outro lado nunca se viu na Terra tanto bem e tantas atitudes nobres. Nunca o ser humano esteve tão consciente e jamais se realizou tanto para o bem comum quanto nos dias atuais.

Nunca se teve tantas obras sociais que beneficiam milhões de criaturas pelo mundo. A solidariedade é algo que surge natural em cada tragédia. Jamais se falou tanto de religiosidade, espiritualidade e saúde mental como nos dias atuais.

E ao Espiritismo, cabe um papel muito importante em toda essa transição. É que por falar de modo tão claro, direto, sem alegorias, sobre as verdades eternas, proporciona um conhecimento que organiza, orienta, e direciona com mais segurança as atitudes para se viver com mais proveito as mudanças destes dias.

DESPERTAR E APROVEITAR O TEMPO

Não há mais tempo a se perder, pois a hora é de despertar a consciência. Em todos os lugares existem os chamados. Em tudo há os clamores da grande transição. Por isso, é tão necessário transformar, educar e educar-se. Não só a educação das expressões sociais e da intelectualidade que são importantes, mas, principalmente, a educação dos sentimentos e do modo de pensar, já que na mente está a chave da grande mudança.

A semente que o Cristo veio lançar nos campos do coração, não deve só germinar, mas também gerar frutos e se multiplicar.

O conceito de que a Terra é a nossa casa já tem sido bem divulgado. Mas a ideia de que todos formamos uma grande família também deve vir junto com a compreensão desse conceito.

A Lei do Progresso diz que todos os seres devem se aprimorar. E no caso do ser humano, o trabalho que Deus realiza no seu coração deve trazer nas conquistas o esforço de cada um. Somos nós mesmos os construtores do nosso progresso espiritual, com a participação direta de Deus. Deus é a causa primária de todas as coisas, como já nos informaram os benfeitores espirituais em O Livro dos Espíritos.

E Deus nos oferece as experiências e oportunidades de que necessitamos para o desenvolvimento de nossas potencialidades. Mas já chegou o momento de verificar se o aluno tem aproveitado o tempo.

Passamos atualmente por um processo seletivo, de provas mesmo. O Planeta não encontrará dentre os que o habitam quem não tenha a sintonia com o bem, a clareza da necessidade do movimento de crescer moral, intelectual e emocionalmente.

O ser humano que adquiriu a razão já obteve o tempo necessário de aprender a utilizá-la voltada para o bem. Chegou o tempo da superação do egoísmo e do orgulho que são sinais de ligação com os reinos animais. As conquistas da inteligência devem favorecer o desenvolvimento do sentimento, o seu controle e boa utilização dessas energias.

O desafio é para todos os seres humanos. Portanto, é necessário muita vigilância no dias de hoje para não cair. Num período de averiguação de valores e de testes é preciso muita firmeza de ideais.

E os espíritas que têm sido brindado por tantos conhecimentos sobre o ser imortal que somos, também têm sido convocados a sair do aspecto teórico e agora demonstrarem, pelo exemplo, por meio da transformação de si mesmos, do equilíbrio dos próprios sentimentos e atitudes, o que é ser verdadeiramente cristão nos dias atuais.

Rodrigo Ferretti

Terra