Notícias

TRILOGIA REGENERAÇÃO

Maria José da Costa

Nosso objetivo neste texto é passar um olhar geral pela trilogia composta pelos livros:“Futuro espiritual da Terra”, “Xeque-mate nas sombras - a vitória da luz” e “A decisão”¹

Trarei alguns apontamentos relevantes de cada obra, na ordem em que foram publicadas, para que o leitor possa perceber a unidade entre os conteúdos dos livros e a importância de suas revelações.


LIMPEZA ASTRAL

No Capítulo 4 – “Reencarnação – os que vão e os que ficam” encontramos os seguintes fatos:

  • O que se percebe no astral da Terra neste momento é o desespero dos espíritos inferiores que percebem a perda cada vez maior de suas influências sobre o psiquismo amadurecido dos homens. Todos eles já sabem que Jesus decretou a limitação de suas presenças aqui na Terra. Os planos inferiores estão passando por uma acentuada limpeza que os amedronta pela incerteza do que acontecerá com eles.

  • Por isso fazem de tudo para tentar, numa última cartada, levar consigo alguns desses companheiros que se encontram encarnados trabalhando na política, na religião, na ciência, nas artes e demais áreas de atuação humana.

  • Como consequência, os encarnados perturbados e influenciados por eles por eles se transformam em instrumentos de aferição para a humanidade.

  •  Todos nós estamos fazendo a nossa escolha para determinar quem vai continuar neste mundo rumo à sua recuperação ou estagiar em experiências mais áridas e em regime de expiação em outro planeta que se

  • encontra em fase inicial de desenvolvimento, abertos a todo aprendizado que puderem oferecer.

CONSEQUÊNCIAS

Com estas medidas verificamos algumas mudanças apresentadas por Clarêncio no Capítulo 6 – “Materialização das colônias espirituais”:

Os homens trabalham para organizar estruturas iguais às das diversas colônias do plano maior que os envolvem.

  • Por nossa vez, ao nos aperfeiçoarmos no tempo, efetivamos as mudanças de nossas instituições espirituais nas características daquelas outras que se encontram em melhores condições que as nossas.

  • Conforme os encarnados nos materializam, nós também nos materializamos àqueles que estão mais sutis em relação a nós, numa escalada infinita de recursos e crescimento.

  • Sem que os encarnados percebam, as instituições religiosas agrupam-se com seus diversos campos de atuação para a formação de verdadeiros núcleos de trabalhos que darão origem à formação de Ministérios, na superfície do orbe.

  • Estes, ao fugirem da feição personalista ou egoica, se comprometerão com o trabalho em primeiro lugar, valorizando os efeitos positivos que esses núcleos promoverão na existência dessas pessoas no resgate e regeneração.

  • É assim que teremos no orbe verdadeiros centros de estudos aprofundados das realidades transcendentes à feição do Ministério do Esclarecimento, ligados aos grandes núcleos científicos que se interessarão pelos estudos da realidade espiritual.

  • Também encontraremos nos hospitais terrenos a manifestação do Ministério do Auxílio com todas as funções que este tem em nossa colônia nos setores da recuperação da saúde interior, com departamentos de tratamento de desobsessão, da aplicação fluídica, como também a medicamentosa e de oração em benefício dos doentes em recuperação, realizando a limpeza final das imperfeições em busca da harmonia perfeita.

 Os trabalhos de informação e os contatos entre as diversas instituições terrenas, assim como com os núcleos espirituais de trabalho, acontecerão de forma mais natural e espontânea. Será algo comum na sociedade futura, não só com as esferas espirituais próximas da Terra, mas também com planetas vizinhos materializando o Ministério da Comunicação.


Asclépios², no Capítulo 16 – “Os esclarecimentos prosseguiam” nos traz uma mensagem bastante forte aos nossos corações compartilhando seus esclarecimentos conosco:

  • O amor de Jesus abrange toda a Terra e os planos que a circundam. Seus olhos amorosos observam atentamente o fundo dos abismos e os altiplanos da vida espiritual.

  • A determinação irrevogável que parte de Seu espírito glorioso é a de que o orbe cresça e nele prevaleça a espiritualização interior de todos os seres despertos e esclarecidos para a verdade universal.

  • As limitações que separam as nações do mundo devem ser rompidas para estabelecer o fim do mal na Terra. Somos uma só família que deve se reencontrar com o restante dela no Universo afora, onde todos são filhos de um mesmo Pai.

  • A transformação geral nos valores humanos é inevitável e ocorrerá nos âmbitos pessoal e de grupo, tocando cada qual na sua necessidade de renovação para despertar seus valores essenciais.

  • Essa ação renovadora terá aspectos de dor e desilusão, uma vez que interromperá o convívio dos corações endurecidos com os bons. Isso se fará para que aqueles tenham a oportunidade de acordar suas consciências enquanto passam por esse afastamento da Terra.

  • Levarão, para onde forem, uma reflexão inicial, que lhes será a base de mudanças e o estímulo sustentador que precisam para abraçar o trabalho que o novo Cristo lhes traçará com objetivos de libertação que virá pelo auxílio na sociedade do orbe que será sua nova casa.

  • Os espíritos com disposição de acordar espiritualmente formam a base da nova geração que habitará a Terra daqui para frente, pois estão prontos para adotar uma postura diferente de viver com abnegação e dedicação ao trabalho regenerador que precisam fazer, não só para o planeta, mas principalmente ao próprio coração.

  • Todos que perseverarem nessa postura estarão salvos do mal, criando um clima vibratório diferente para si mesmos, desde já, isentando-se de serem mais diretamente envolvidos nas calamidades dessa hora e se integrando a uma casa planetária onde o amor será a essência de todos os nossos movimentos.

  • A ação humana em seus propósitos tresloucados atingirá apenas aqueles que acalentam as mesmas propostas, isso porque a ilusão que alimenta essas distorções deverá ser destruída em cada um. 

  • O aniquilamento de posturas, sociedades ou grupos específicos é força renovadora, abrindo espaço para que novas expressões surjam em oposição a esses princípios.

  • Isso criará os alicerces para uma nova justiça que regerá o planeta em sua perspectiva superior. Suas leis serão registradas e lavradas da mesma forma como foram escritas pelas mãos de Deus em nossas consciências, retratando as normas divinas que regem a vida do Universo.

  • Os rumores de guerras e elas mesmas irão passar, ficando apenas as lutas que se dão portas adentro do coração na vitória sobre as impressões limitadas da matéria que distorce a verdadeira face da vida: a manifestação do espírito em tudo e todos.

  • Precisamos saber que Deus nos ama e é para esse amor que nos entregaremos para sempre! Esse é o nosso fim!


No Capítulo 01 – “DINÂMICA DA VIDA”, dando continuidade na programação de implantação da regeneração do orbe, Clarêncio e André Luiz vão a um templo situado em planos superiores a Nosso Lar, no qual irmãos de várias comunidades interplanetárias se reuniriam para debater sobre a fixação da Terra nesta fase de sua espiritualização, determinando as atividades iniciais neste âmbito, tanto quanto estabelecendo o fechamento da limpeza espiritual pela qual ela está passando. Vamos a alguns detalhes:

  • Junto a eles, seguia o estimado companheiro de tarefas espirituais, o paternal Bezerra de Menezes, querido mentor dos nossos corações, sempre se dirigindo a todos com palavras sábias e bondosas.

  • Esses encontros são fundamentais para a fixação dos projetos regeneradores de nossa casa sideral, onde as definições de acontecimentos e decisões tomadas afetarão a vida de todos os espíritos que nela vivem.

  • O olhar humano, em suas conclusões limitadas e precipitadas, não pode contemplar o que de fato ocorre sob nossas observações, e somente na abrangência da visão espiritual, aliada às experiências materiais, poderá compreender os fatos que atuam sobre a vida no planeta hoje.

  • Muitos esperam por milagres e ações extremas para que as coisas aconteçam, esquecendo que a própria humanidade, nos dois planos da vida, é o elemento mais importante para que essas ocorrências se realizem, pois é para ela que se devem voltar todas as perspectivas transformadoras dos momentos atuais.

  • Porém, chega um instante no qual a ação do alto age de forma mais expressiva, para que as coisas se ajustem aos objetivos superiores traçados pelo Cristo, com a finalidade de determinar o fim de uma fase da evolução humana e abrir-se à etapa do crescimento espiritual, daqui para frente.

  • Há a presença de espíritos de alta hierarquia evolutiva e de espíritos de outros planetas. Devemos levar em conta que ao se aproximarem os tempos de mudanças do planeta, aquilo que antes era raro de acontecer, torna-se cada vez mais comum.

  • Esses encontros e reuniões permitem uma maior participação de espíritos de diversas faixas de crescimento, que se beneficiam dessas oportunidades, até mesmo com a presença de espíritos crísticos.

  • Em relação à forma de comunicação e seu entendimento, em função da variação de linguagens e faixas evolutivas dos espíritos de diversas localidades planetárias, precisamos entender que a condição da maioria dos participantes é de ordem superior, e os que estão em condições menores, como as primeiras faixas evolutivas que envolvem a Terra, já trabalham com os propósitos de uma comunicação mais mental do que necessariamente a da linguagem.

  • Mesmo assim, podem ser usados aparatos tecnológicos facilitadores de entendimento da mensagem, como se fossem chips orgânicos – se assim posso dizer – incorporados no próprio ser, e que a ciência terrena logo desenvolverá, aguardando o tempo em que os potenciais divinos dos espíritos terrestres sejam despertados. Isso se faz em casos muito raros de merecimento de espíritos medianos e mesmo de alguns companheiros reencarnados que são preparados para participar desses encontros.

  • Desde que o Cristo determinou a diminuição dos limites linguísticos nos planos mais próximos da Terra, a comunicação entre espíritos de nacionalidades diversas vem sendo amplamente desenvolvida pelo pensamento, superando essa barreira, ainda bem forte no plano físico e nos planos inferiores do orbe.

  • Nessas assembleias, participam localidades planetárias e espíritos que já se encontram evolutivamente despertos ou em fase final de despertamento, como é o caso de nosso orbe.

  • Todos os demais integrantes aguardam felizes e pacientemente o momento em que a Terra, definitivamente, possa fazer parte dessa comunidade que já venceu as limitações da matéria e suas distorções.

 Se o espírito já é entendido e estudado em muitos lugares do orbe pelas escolas religiosas e espirituais nas linhas da razão, agora são chegados os tempos em que não será mais pelo cérebro que essa realidade essencial do ser será entendida, e sim pelas portas do coração.

Como podemos ver, há muito a se fazer e a espiritualidade maior aguarda com esperança a cota que pudermos oferecer de renovação pessoal. As aquisições de cada ser, quando agregadas, mostram que nosso orbe segue firme rumo à regeneração.

Maria José da Costa

¹Livros psicografados por Samuel Gomes, os autores espirituais são André Luiz, com a acessória de Clarêncio – apresentado na obra Nosso lar, e Chico Xavier, que atua somente em parte da última obra da trilogia, após a reencarnação de André Luiz.

² Espírito de alta hierarquia espiritual, apresentado pela primeira vez na obra Obreiros de vida eterna, pela psicografia de Chico Xavier, autor espiritual André Luiz